quinta-feira, 1 de março de 2012

Arcano 10 - A Roda da Fortuna: quando vamos ao encontro do destino...


Estremecimento... essa é a primeira sensação vivenciada quando olhamos fixamente para o Arcano 10 e nos damos conta de que uma roda girando em torno de seu eixo, comandada por uma força de poder maior que os próprios mortais, pode-se comparar ao movimento circular da vida, ora calcado em bases seguras e estáveis, ora sofrendo as intervenções desse poder tão absoluto e desafiante, que nos vemos compelidos a enfrentar as alterações de um novo ciclo que nos desestrutura ou desestabiliza, causando-nos grandes ansiedades interiores.

A Roda da Fortuna é arquétipo dos desígnios superiores, das mudanças bruscas e repentinas, dos acasos que regem a boa ou má sorte em diversas fases de nosso crescimento interior. A Roda simboliza que a natureza da experiência humana é sempre mutável e impermanente. Eis uma carta que se deve comemorar e temer. Quem de nós não sente um frio na barriga quando algo novo nos surpreende e nos submete a um incessante jogo de reações diante do que é previsível e imprevisível? 

A Roda não pode ser planejada, ela simplesmente chega e inaugura o novo ciclo que nos foi predestinado pela vontade absoluta do destino. A sua atuação é intempestiva, surpreendente e inesperada, daí porque o tremor e temor de não conseguirmos nos segurar em sua borda e atravessarmos o caminho traçado. 

Por outro lado, esse movimento nos dá um ânimo diferente e nos leva a mudanças significativas, desde que estejamos dispostos a ser maleáveis e buscar soluções inovadoras para nos mantermos serenos, evitando a queda ou fracasso em momentos tão delicados de nossa passagem terrena .  

As energias contidas no Arcano A Roda da Fortuna entram em nossa vida por uma determinação desconhecida, fortuita e independente de nossa vontade, mas com certeza exercitam a criatividade, pois é diante de sua vibração que aprenderemos a resolver problemas, definir possibilidades e tomar iniciativas coerentes. Embora não possamos impedir a ação das mudanças que alteram a nossa posição no mundo, temos ainda a oportunidade de escolher as várias direções que nos são colocadas, ainda que de forma inconsciente, pois nós acabamos encontrando o nosso destino, através do íntimo, da parte da alma que está oculta dentro de nós mesmos.

Em alguns casos, é preciso deixar que A Roda simplesmente passe, executando o seu giro de forma natural, onde tudo fluirá e se concretizará no devido tempo, seja para um desfecho positivo ou negativo.

A Roda da Fortuna traz os riscos que são tecidos pelo destino, dando-nos assim a capacidade de desenvolver a arte do improviso, nada podemos fazer frente às viradas que a Roda realizará em muitas etapas de nossa evolução interna, mas podemos nos fortalecer interiormente, adotando uma postura flexível, de equilíbrio, e aceitando as mudanças boas ou ruins que ela possa nos trazer. O mais importante de tudo não é cair, subir ou levantar, mas sim, saber equilibrar-se nos movimentos que essa Roda dá.




Nenhum comentário: